quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Brasil vê corrupção na Bulgária como entrave a parcerias.

Leia com muita (eu disse muita) atenção esse trecho:

"A presidente Dilma Rousseff desembarcou ontem na Bulgária com status de líder de superpotência, com direito a um batalhão de mais de 150 jornalistas credenciados para sua visita e até com o poder de suspender a campanha eleitoral no país. Mas, se o discurso é de promessas de aproximação com a terra de seu pai, a delegação brasileira admite nos bastidores que a corrupção na Bulgária é um obstáculo para a cooperação e uma saia-justa para a presidente."




Gente...
Ah, para, gente...
Acho que o melhor comentário em relação a esse fato é rir. Não! Rir não! Dar gargalhada, muita gargalhada depois parar e dar uma respirada pra não se engasgar.

O restante dessa matéria (do ano!) está no site do Estadão.
http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,brasil-ve-corrupcao-na-bulgaria-como-entrave-a-parcerias,781268,0.htm

2 comentários:

Paulo Tamburro disse...

OLÁ

SOU SEU MAIS NOVO SEGUIDOR.

CORRUPÇÃO NA BULGÁRIA, ENTRAVE PARA NOSSO RELACIONAMENTO COM ELES?

É VERDADE, VOCÊ NÃO ENTENDEU?

EU EXPLICO: É QUE OS BÚLGAROS DÃO NO MÁXIMO UMA PROPINA DE 3% NAS NEGOCIATAS E NO BRASIL ESTE PERCENTUAL É DE 30%.

ENTENDEU?

COMO É QUE A GENTE PODERÁ TER RELAÇÕES COM ESTES BÚLGAROS PÃO DUROS E QUE NÃO ENTENDEM NADA DE CORRUPÇÃO!!!

FALA SERIO KKKKKKKKK!

ESTOU LHE CONVIDANDO PARA CONHECER A HISTÓRIA DE THEÓFILO PRAXEDES, UMA FIGURAÇA!

ESTA LÁ, NO MEU BLOG DE HUMOR, ” HUMOR EM TEXTO” E A CRONICA É:

“A MÃE DOS FILHOS DELE”

E SE QUISER MAIS HUMOR, TAMBÉM TERÁ ACESSO AO “FOTOFALA” –UM BLOG LEVE E DIFERENTE – E O MEU OUTRO BLOG DE HUMOR:

” COMO ERA FÁCIL FAZER SEXO”.

ENFIM, O REGATE DAQUILO QUE O CARIOCA SEMPRE TEVE E AINDA, NINGUÉM CONSEGUIU DESTRUIR: MUITO BOM HUMOR!

CONFIRA.

E PARABÉNS , O CRISTO REDENTOR HOJE FAZ 80, ANOS!!!

UM ABRAÇÃO CARIOCA

Julie disse...

Agora eu entendi o motivo do entrave... A explicação só pode ser essa mesmo! rsrsrs

Vou visitar seus blogs sim.
Abraço.